Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Um  dos consoles mais clássicos da história dos videogames foi lançado em 1988 no Japão e em 1989 nos Estados Unidos mas você sabia que o megadrive nem sempre foi  MEGA? E que antigamente você podia ate acessar sua conta do banco com esse console?

O  Mega Drive não é “Mega” em todos os locais do mundo. Ele é famoso por este nome em países como Brasil e Japão, mas nos EUA, por exemplo, seu nome é Genesis. Alguns modelos com esse título chegaram a ser importados para o Brasil, mas o que pegou aqui mesmo foi chamar o aparelho de Mega Drive.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Apesar do nome diferente, os aparelhos eram virtualmente iguais, ao menos por dentro, já que o visual externo também mudava bastante.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Apesar de ter sido descontinuado no final dos anos 90 em diversos países, o Mega Drive ainda é sucesso no Brasil. Grandes redes de lojas ainda vendem o console oficialmente por aqui, com produção da TecToy a preços mais acessíveis.
Como cartuchos não são mais encontrados com facilidade, é comum ver videogames comercializados com 100 ou 200 jogos na memória, contendo os mais diversos jogos clássicos – como Sonic, Altered Beast e Streets of Rage.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Na intenção de vender mais console a sega criou o Blast Processing , que foi um termo de marketing para o Mega Drive. Ele foi visto pela primeira vez com o lançamento de Sonic The Hedgehog 2, mostrando todo o poder gráfico e de processamento do aparelho.

Na verdade, o termo não passava de uma farsa, já que desde o início o Mega Drive já tinha um processamento superior ao do concorrente da época, o Super Nintendo. No final das contas, o marketing acabou influenciando nas vendas de Sonic 2, que foi enorme sucesso.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

O Mega Drive recebeu alguns acessórios interessantes ao longo de sua história, entre eles o Sega 32X, que era um “Mini Mega Drive” que se acoplava na entrada do cartucho do aparelho original e concedia mais processamento. Assim, jogos exclusivos foram lançados, entre eles uma versão de Doom que se assemelhava ao que era visto nos videogames com CD.

Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Outro acessório similar lançado foi o Sega CD, que se encaixava embaixo do Mega Drive, como uma grande plataforma, e permitia rodar games em disco. Sonic CD e Lunar Eternal Blue foram alguns dos jogos disponibilizados neste formato. No final das contas, era possível usar o Sega 32X e o Sega CD ao mesmo tempo, transformando o Mega em um grande “Transformer”.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

E pode parecer impossível, mas nos anos 90 o Mega Drive acessava a Internet no Brasil, (*) ao menos para ver a conta no banco. Em parceria com um banco da época, a TecToy lançou o cartucho “Telebradesco”, que permitia ao usuário acessar sua conta bancária, realizar transferências, verificar saldo e tudo mais.
O cartucho do telebradesco vinha um cabo de telefone ligada diretamente em sua parte traseira, enquanto a outra ponta era conectada na linha telefônica. Isso ainda na época em que a Internet apenas engatinhava no Brasil.
Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

Muita gente pensa que o Mega Drive foi o segundo console da Sega, mas não é bem assim. A Sega chegou a lançar um aparelho antes, em 1983.
O SG-1000 foi lançado em alguns países apenas, como Japão, Austrália e outras localidades asiáticas. O Master System veio poucos anos depois, então o Mega Drive, é o terceiro console da Sega.

Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega

E o megadrive também já foi alvo de polemicas. Por tentar alcançar um público mais adolescente ou adulto, a Sega se sobressaiu com sua versão de Mortal Kombat, contra a edição lançada no Super Nintendo. A Nintendo optou por lançar o game censurado, com sangue verde e outros cortes, enquanto a edição de Mega Drive foi disponibilizada na íntegra, com toda a violência encontrada nos fliperamas. Era sangue, porrada e pancadaria sem censura . E isso também ajudou a alavancar a fama do console.

Mega Drive - Curiosidades do antigo Console da Sega


Essas foram as curiosidades do mega drive e se você também quiser conferir as curiosidades do máster system ou nintendinho é só escolher ai na tela a se divertir, muito obrigado meus amigos por acompanhar o canal nostalgia dos games e ate a proxima.

7 comentários:

  1. O Mega Drive teve muitos outros acessórios. Alguns interessantes e outros bem bizarros. Ele teve acessórios que por conta da tecnologia da época não deram certo mas hoje está presente nos consoles atuais. Mega foi precursor de muitas coisas que vemos hoje na nova geração!

    ResponderExcluir
  2. O Mega Drive teve muitos outros acessórios. Alguns interessantes e outros bem bizarros. Ele teve acessórios que por conta da tecnologia da época não deram certo mas hoje está presente nos consoles atuais. Mega foi precursor de muitas coisas que vemos hoje na nova geração!

    ResponderExcluir
  3. O mk1 que era oferecido aqui no Brasil, ele vinha com censura que deixava o sangue parecendo sal, e so liberava a censura atraves do cheat na tela de abertura do jogo com a sequencia A,B,A,C,A,B,B e aparecia a voz do scorpion confirmando o cheat

    ResponderExcluir
  4. O mk1 que era oferecido aqui no Brasil, ele vinha com censura que deixava o sangue parecendo sal, e so liberava a censura atraves do cheat na tela de abertura do jogo com a sequencia A,B,A,C,A,B,B e aparecia a voz do scorpion confirmando o cheat

    ResponderExcluir
  5. Na verdade o Megadrive foi o quarto vídeo game da Sega. Depois do SG1000 foi lançado o SG3000 e depois o Master System, que tinha o codinome Mark-III (abreviado MK-III). Já o Megadrive tinha o codinome Mark-IV (MK-IV).
    O "blast processing" provavelmente se referia também a uma característica do chipset do console que permitia transferir dados diretamente do cartucho para a memória de vídeo sem a interferência do processador. Atualmente, é utilizada uma técnica bastante similar, principalmente nos PCs, chamada DMA.
    No mais, excelente post! Achei ótimo ter o post principalmente para quando não posso ver o vídeo, como por exemplo agora que minha esposa e filhos estão dormindo ao meu lado :-)

    ResponderExcluir